VIII ASSEMBLEIA GERAL DA HUTURARA 2016

PF prende fazendeiro que cobrava pedágio para terra Yanomami

A ação foi feita integrada com o Exército.O acusado construiu um bloqueio com uma cancela em um projeto de assentamento


Por Folha Web

6-13-2016A Polícia Federal em Roraima deflagrou, às 6h da manhã de hoje, a Operação Atalho. Estão sendo cumpridos dois Mandados de Busca e Apreensão, deferidos pela Justiça Federal após representação de inquérito policial que investiga uma rede de apoio ao garimpo na Terra Indígena Yanomami – rio Uraricoera. O investigado D B T foi preso em flagrante em sua residência em Boa Vista/RR, por usurpação do patrimônio da União – art. 2º da lei 8.176/91.

A prática criminosa investigada ocorre em uma fazenda localizada no Projeto de Assentamento Paredão, em Alto Alegre/RR. Há indícios de que o proprietário D B T, conhecido como ZÉ BALA, construiu uma estrada em um dos lotes que ocupa, exigindo pedágio a garimpeiros para terem acesso às margens do rio Uraricoera, via fluvial que dá acesso ao garimpo na Terra Indígena Yanomami.

A investigação aponta cobrança de valores de R$ 100,00 a R$ 500,00 por veículos que fazem transporte de garimpeiros ou da logística do garimpo. Foi construído também um bloqueio com uma cancela na vicinal 6 do projeto de assentamento, forçando passagem pelo pedágio montado por D B T.

Continue Reading

Bom dia Brasil: Garimpo ilegal na maior reserva indígena do país é alvo de operação

O Bom Dia Brasil acompanhou uma operação do Ibama e da Funai contra o garimpo ilegal de ouro que destrói a reserva Yanomami em Roraima.

urgent-2016

O Bom Dia Brasil acompanhou durante cinco dias uma operação do Ibama e da Funai contra o garimpo ilegal de ouro que está destruindo a maior reserva indígena do Brasil.

Nesta terça-feira, 19 de abril, no Dia do Índio, você vai saber por que um estudo da Fiocruz apontou que os índios yanomami em Roraima estão contaminados por mercúrio.

Veja na reportagem de Érica Figueredo e Walbert Souza.

G1: Operação Ágata 7 inicia com 17.740 atendimentos sociais em Roraima

Comunidades indígenas do estado são beneficiadas.

Ações também envolvem repressão a crimes nas fronteiras.


Fonte: http://g1.globo.com/rr/roraima/noticia/2013/05/operacao-agata-7-inicia-com-17740-atendimentos-sociais-em-roraima.html

A 1ª Brigada de Infantaria de Selva (1ª Bda Inf SL), em parceira com diversos órgãos governamentais, iniciou na manhã do dia 18 a Operação Ágata 7 nas regiões de fronteira do estado de Roraima. O objetivo da mobilização é intensificar a presença do Estado Brasileiro nas zonas limítrofes de seu território e estabelecer pontos de controle e bloqueio nas principais vias de acesso ao país.

Em Roraima, estão envolvidos nas atividades 930 militares e 227 civis. Segundo o General José Luiz Jaborandy Rodrigues, comandante da 1ª Bda Inf SL, em um dia de Operação no estado foram realizados 1.099 atendimentos médicos, 612 atendimentos odontológicos, 4.029 atividades preventivas de saúde e 12.000 atividades culturais. Foram beneficiadas as comunidades indígenas de Ingarumã e Samã, em Pacaraima, e do Contão, Surucucu e Auaris, além das populações de Bonfim, Novo Paraíso e Cantá.

Continue Reading

Carta Capital: Busca por ouro coloca índios em perigo em RR

Segundo líder indígena Davi Kopenawa Yanomami, 1.500 garimpeiros armados estão construindo pequenos aeroportos clandestinos e operando voos ilegais

por Redação Carta Capital — publicado 05/09/2011 18:05, última modificação 05/09/2011 18:11

Fonte: http://www.cartacapital.com.br/politica/busca-por-ouro-coloca-indios-em-perigo-em-roraima/

A deputada federal Janete Capiberibe (PSB-AP) protocolou, na sexta-feira 2, um ofício no Ministério da Justiça solicitando ao ministro José Eduardo Cardozo providências quanto a supostas violações dos direitos dos povos indígenas nas terras Yanomami, no estado de Roraima.

A deputada recebeu denúncia do líder indígena Davi Kopenawa Yanomami de que 1.500 garimpeiros estão atuando ilegalmente na região. Eles estão construindo pequenos aeroportos clandestinos e operando voos ilegais. A ofensiva do garimpo nas terras indígenas se deve ao aumento da procura do ouro no mercado internacional.

Continue Reading

Força tarefa é criada para atuar contra ilícitos ambientais na área Yanomami

Fonte: http://www.folhabv.com.br/noticia.php?id=148221

VANESSA LIMA


ftask1

A Fundação Nacional do Índio (Funai), Polícia Federal (PF), Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais (Ibama), Exército Brasileiro e a Companhia Independente de Policiamento Ambiental (Cipa) da Polícia Militar montaram uma força tarefa para atuar permanentemente contra ilícitos ambientais na Terra Indígena Yanomami.

Continue Reading