VIII ASSEMBLEIA GERAL DA HUTURARA 2016

Yanomami enterram as primeiras amostras de sangue repatriadas dos Estados Unidos

Fonte ISA

Amostras de sangue devolvidas pela Universidade do Estado da Pennsylvania foram enterradas em cerimônia fúnebre realizada na TI Yanomami. O material foi coletado no Brasil por pesquisadores americanos, há mais de 40 anos, sem consentimento prévio e informado


Em 2008, instituições norte-americanas aceitaram devolver amostras de sangue dos índios Yanomami coletadas no Brasil, em 1967, pelo geneticista James Neel. A repatriação atendeu uma reclamação feita pelos Yanomami, em 2001, e promovida pelo Ministério Público Federal (MPF).

Em esforço realizado nos últimos dois anos, o MPF em Roraima e o Itamaraty conseguiram viabilizar a repatriação, feita pela Universidade do Estado da Pennsylvania. Um certificado de autenticidade, de março, atesta que o material devolvido é mesmo sangue dos Yanomami ou parte dele. O documento é assinado por Kenneth M. Weiss, pesquisador emérito de Antropologia e Genética da universidade.

img_1534

Davi Yanomami (E) e outros indigenas recolhem amostras de sangue


O certificado concedido informa que, depois de Neel aposentar-se, ele queria preservar o material para futuras pesquisas. Em 1990, ele entregou amostras do sangue a ex-estudantes de outras universidades. Todas as amostras que estavam em posse da Universidade da Pennsylvania foram devolvidas.

Cerimônia Fúnebre

O enterro do sangue ocorreu no dia 3/4, na aldeia Piau, região do Toototobi, no Amazonas, próxima à fronteira entre Brasil e Venezuela. Cerca de 300 Yanomami participaram da cerimônia, entre moradores da aldeia, grupos aliados e familiares de aldeias vizinhas.

Continue Reading

Indigenous tribe's blood returned to Brazil after decades

bbc

An indigenous tribe in the Amazon jungle has secured the return of blood samples taken from its people by American researchers in the 1960s.

Thousands of samples were taken from members of the Yanomami tribe, in 1967 for genetic testing.

A Yanomami shaman, Davi Kopenawa, said the blood would be buried with special prayers.

He said his people had been horrified to discover it had been kept in freezers far from home for years.

Davi Kopenawa said, "I was 10 or 11, and the non-Indians [American scientists] came to our community. We had four different villages there who lived with a lot of missionaries. The missionaries told the village elders that we had to give blood."

In return, he said, the American scientists gave the Yanomami pots, pans, fishing hooks, rope, matches and knives.

Continue Reading

Laboratórios dos Estados Unidos devolvem amostras de sangue ao povo Yanomami

Fonte: Agência Amazônia Real

LABORATÓRIOS DOS ESTADOS UNIDOS DEVOLVEM AMOSTRAS DE SANGUE AO POVO YANOMAMI

18426_866085176789913_1422805268994923343_n


Depois de uma década de ações judiciais e campanhas internacionais, as amostras de sangue do povo Yanomami coletadas sem autorização da etnia, entre os anos de 1967 e 1970, para pesquisas genéticas em laboratórios de universidades dos Estados Unidos foram repatriadas ao Brasil. A informação é da Hutukara Associação Yanomami (HAY) e da Procuradoria Geral da República.

Continue Reading

G1: Após 45 anos, sangue Yanomami levado aos EUA é repatriado para RR

Sangue Yanomami foi coletado sem autorização entre os anos 1960 e 1970.

Repatriação ocorreu em março por meio do Ministério Público Federal.

Inaê Brandão Do G1 RR

gallery12jpg

Depois de 45 anos, os índios da etnia Yanomami conseguiram a repatriação do sangue coletado por cientistas norte-americanos da Universidade da Pensilvânia. O material, que chegou ao Brasil em 26 de março, será levado para a aldeia de Piaú, região de Toototobi, na Terra Indígena Yanomami em Roraima, nesta sexta-feira (3), onde ocorrerá uma cerimônia com lideranças indígenas. O ritual deve marcar a devolução do sangue à tribo.

Continue Reading

  • 1
  • 2